top of page

Os riscos financeiros de um roubo de identidade on-line

O golpe envolve sérios riscos às informações não apenas da vítima, mas a de seus contatos

por Camila Lutfi



Com o forte avanço da tecnologia, as técnicas de fraude também se aprimoram e podem colocar em risco a segurança financeira de milhares de usuários. Um golpe com sérios riscos às informações da vítima e também de seus contatos é o “roubo de identidade”, no qual alguém invade uma conta, ou cria uma nova, com a identidade de outra pessoa, para depois solicitar empréstimos, informações pessoais ou realizar convites fraudulentos em nome da vítima.


Esse tipo de fraude também pode ter como objetivo convidar outras pessoas a realizar um negócio ou a investir dinheiro ou criptomoedas, com a promessa de grandes retornos, através de páginas fraudulentas ou com produtos que não estejam no mercado. Por isso, Henrique Chagas, Gerente Sênior de Prevenção à Fraude da Bitso, ressalta a importância de verificar a origem e veracidade de qualquer convite recebido pelas redes sociais, mensagens ou e-mails, mesmo quando parece vir de uma pessoa conhecida.


Segundo Chagas, outra prática recorrente desse golpe é a criação de perfis falsos de figuras públicas ou pessoas famosas, que ajudam a dar uma suposta credibilidade para a ação. Além disso, pode ocorrer o hackeamento de contas com pouca segurança ou por meio de links maliciosos, tomando controle de uma conta real para solicitar empréstimos ou obter dados privados da vítima.


De acordo com Daniela Poli Vlavianos, sócia do escritório Poli Advogados, do ponto de vista jurídico, as vítimas de roubo de identidade têm direito a compensações por danos materiais e morais. A advogada indica consultar um especialista jurídico que ofereça orientações específicas sobre as ações legais cabíveis, bem como sobre os direitos e proteções disponíveis à vítima nesses casos.

Riscos financeiros


Thiago Guedes Pereira, CEO e Founder na DeServ, alerta que o golpe pode acarretar em quatro principais complicações à vítima. A primeira é a tentativa de acesso à conta bancária para realizar transações fraudulentas, abertura de conta e solicitação de crédito dando o nome da vítima. Outro problema que pode ser gerado são dívidas não autorizadas, fazendo a vítima contrair empréstimos e deixar o nome desse usuário sujo.

Nesse sentido, o golpe também pode dificultar a obtenção de empréstimos e financiamentos no futuro, além de alguns benefícios bancários que a vítima perderá. Além disso, Pereira destaca que podem existir outras complicações legais aos prejudicados pela fraude.


“O que que você deve fazer nesses casos, imediatamente depois de saber que caiu no golpe, é trocar todas as senhas, ativar duplo fator de autenticação, que é crucial para garantir um aumento na segurança”, comenta Pereira. Depois disso, a recomendação é fazer um boletim de ocorrência, detalhando as evidências do golpe, além de notificar as instituições financeiras do ocorrido.


Por fim, ele destaca que é importante entrar em contato com órgãos de proteção de crédito como a Serasa. Essas instituições podem ajudar a evitar e minimizar os danos do golpe.

Dicas para evitar cair no golpe


Visto que o roubo de identidade online constitui um grave delito que pode acarretar uma ampla gama de repercussões financeiras para a vítima, os especialistas revelam dicas para não ser levado por essa fraude. Alguns conselhos são:



  • Colocar senhas fortes e autenticação de dois fatores: para evitar que alguém tome o controle de alguma de suas contas, é importante manter padrões altos de segurança com senhas diferentes para cada aplicativo ou página, assim como buscar métodos de autenticação de dois fatores;

  • Evitar entrar em links desconhecidos ou suspeitos: não entrar em links desconhecidos evita cair na fraude conhecida como phishing, uma prática que pode colocar em risco suas informações pessoais. Nesses casos, também é importante ter instalado e atualizado um antivírus que detecta qualquer atividade maliciosa;

  • Desconfie de convites ou ofertas não solicitadas: não é comum que perfis públicos como artistas, diretores de empresa ou empresários entrem em contato diretamente com as pessoas para propor negócios ou ofertas de investimento. Caso seja alguém que você conheça, tente contatá-la por outro meio que te permita confirmar sua identidade;

  • Bloqueie e denuncie perfis falsos: ao perceber uma conta falsa, a recomendação é bloquear para que ela não tenha mais acesso às suas informações. Além disso, denuncie o perfil para evitar que engane mais usuários;

  • Monitore suas atividades de crédito: conheça seu fluxo financeiro e monitore as instituições financeiras que você possui conta para verificar atividades suspeitas. Caso encontre movimentações que não foram realizadas por você, entre imediatamente em contato com a instituição;

  • Alerte familiares e amigos: no que concerne à proteção dos contatos pessoais contra o impacto de contas falsas, é aconselhável alertá-los sobre a possibilidade de serem alvo de fraudadores que utilizam sua identidade, além de informar os contatos sobre como reconhecer e evitar golpes.


Reconhecer esse tipo de fraude permite uma maior proteção das informações pessoais e patrimônio de um usuário, evitando cair em golpes digitais. Vale ressaltar a importância de cuidar das suas informações compartilhadas através da internet, para evitar que façam mau uso delas.





コメント


bottom of page